| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

REVISTA FORMAS & MEIOS
Desde: 03/02/2005      Publicadas: 754      Atualização: 31/10/2005

Capa |  ARTES PLÁSTICAS  |  ARTESANIA  |  ATUALIDADES  |  CARANGO  |  CHARGE  |  CINEMA ANTIGO  |  CLÁSSICA  |  CONTANDO HISTÓRIAS  |  CRÉDITOS  |  CULTURA  |  DEAD ROCK  |  DISCOS / SHOWS  |  EDITORIAL  |  EXPOSIÇÕES  |  F&M FEMININA  |  F&M WORLD  |  FILMES EM CARTAZ  |  FOTOTECA  |  GALERIA VISCONDE  |  GIGANTES DO JAZZ  |  IMPRENSA  |  LITERATURA  |  MAURÍCIO CARDIM  |  MPB  |  MUSEUS  |  PARCERIAS  |  PERSONALIDADES  |  PINTORES  |  PORTFÓLIO  |  PROJETOS  |  QUEM SOMOS  |  RÁDIO  |  REDAÇÃO  |  SAÚDE  |  SPcentro  |  TEATRO  |  TELEVISÃO  |  TENDÊNCIAS  |  TVZONA
RÁDIO

EVALDO CUNHA: PERFIL

EVALDO CUNHA: PERFIL

"Sua voz é uma das maiores dádivas de Deus ".

Nascido no Sul de Minas Gerais, Machado- Evaldo Cunha é abençoado com uma das mais belas vozes do rádio brasieliro. Sua carreira teve início na sua cidade natal, mas, o desenvolvimento profissional chegou primeiro pelas ondas da Rádio Difusora de Poços de Caldas - MG. Foi lá onde ele provou a saborosa conquista de uma audiência maciça ao apresentar os programas Difusora, A Dona da Praça e Caixa Postal RD. No ano de 1988, quando da cobertura do carnaval poçoscaldense, sob direção de Lázaro Walter Alvisi - o lolo -, juntamente com o conceituado radialista Celso Saraiva, e o estreiante Fram Martin formavam a santíssima trindade do rádio mineiro, sem exageros. Seu alto grau de profissionalismo e talento indicava que Poços de Caldas ficara pequena demais. Eis que, logo surgiu um convite do Sistema Globo de Rádio - MT, e com o espírito aventureiro típicamente da profissão juntou suas coisas e rumou à Cuiabá. Por lá, ficou aproximadamente dois anos, onde repetiu o mesmo sucessso feito em Poços de Caldas. Sua primeira aparição para o rádio no Estado de São Paulo, deu-se na emissora de Piracicaba e depois Santa Barbara do Oeste. Sempre muito constante com seus relacionamentos e, no trabalho não deveria ser diferente, ele se manteve por um bom tempo na cidade de Piracicaba. Sempre com ouvintes cativos, Cunha precisava crescer ainda mais em sua profissão. Em uma de nossas conversas noturnas ele disse: Acho que agora tenho a chance de atuar em uma emissora da Grande São Paulo, em Jundiaí. A emissora é a 105 FM tem uma boa penetração na capital, disse, Evaldo. Assinou contrato com a 105 FM, de segunda a sexta-feira a partir de 1h da madrugada onde se mantém com audiência acima da média, ajudando a fazer da rádio uma das mais ouvidas de São Paulo. Como pode-se ver, pelas músicas preferidas do radialista e jornalista ele sempre foi e sempre será um apaixonado, um romantico sem conserto. Quanto às suas amizades, ele é sincero, correto e um bom garfo, digamos assim. [risos ].


RADIOATIVIDADE - BBC DE LONDRES: Serviço Brasileiro começa em 1938


TUNEL DO TEMPO - Rádio Nacional - Marcou época


A primeira transmissão de rádio realizada no Brasil ocorreu no dia 7 de setembro de 1922, durante a inauguração da Exposição do Centenário da Independência na Esplanada do Castelo. Foi um grande acontecimento. O público ouviu o pronunciamento do Presidente da República, Epitácio Pessoa, a ópera O Guarani, de Carlos Gomes, transmitida diretamente do Teatro Municipal, além de conferências e diversas atrações. Muitas pessoas ficaram impressionadas, pensando que se tratava de algo sobrenatural. Desde 1922 as experiências com rádio-clubes vinham sendo realizadas; entretanto, foi somente em 1923 que Roquette Pinto inaugurou a primeira emissora de rádio, a Rádio Sociedade. O projeto, pioneiro no país, avançou com a instalação de um possante transmissor Marconi com dois mil wats de potência - o melhor da América do Sul - e a criação de uma escola de radiotelegrafia. No ano seguinte, foi inaugurada a Rádio Clube do Brasil, marcando o início da expansão. A tecnologia era ainda muito incipiente. "Os ouvintes utilizavam-se dos rádios de galena montados em casa, quase sempre por eles mesmos, usando normalmente caixas de charutos. Isso se tornava possível pelo fato dos aparelhos serem compostos por apenas cinco peças" (Tinhorão, José Ramos. In: Cabral, Sérgio. No tempo de Almirante: uma história do rádio e da MPB. Rio de Janeiro, Francisco Alves, 1990). As experiências se sucederam e, em 1926, foi inaugurada a Rádio Mairynk Veiga, seguida da Rádio Educadora, além de outras da Bahia, Pará e Pernambuco. [ veja o leia mais ]

TUNEL DO TEMPO - Pe. LANDEL DE MOURA : inventor





Capa |  ARTES PLÁSTICAS  |  ARTESANIA  |  ATUALIDADES  |  CARANGO  |  CHARGE  |  CINEMA ANTIGO  |  CLÁSSICA  |  CONTANDO HISTÓRIAS  |  CRÉDITOS  |  CULTURA  |  DEAD ROCK  |  DISCOS / SHOWS  |  EDITORIAL  |  EXPOSIÇÕES  |  F&M FEMININA  |  F&M WORLD  |  FILMES EM CARTAZ  |  FOTOTECA  |  GALERIA VISCONDE  |  GIGANTES DO JAZZ  |  IMPRENSA  |  LITERATURA  |  MAURÍCIO CARDIM  |  MPB  |  MUSEUS  |  PARCERIAS  |  PERSONALIDADES  |  PINTORES  |  PORTFÓLIO  |  PROJETOS  |  QUEM SOMOS  |  RÁDIO  |  REDAÇÃO  |  SAÚDE  |  SPcentro  |  TEATRO  |  TELEVISÃO  |  TENDÊNCIAS  |  TVZONA
Busca em

  
754 Notícias