| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

REVISTA FORMAS & MEIOS
Desde: 03/02/2005      Publicadas: 754      Atualização: 31/10/2005

Capa |  ARTES PLÁSTICAS  |  ARTESANIA  |  ATUALIDADES  |  CARANGO  |  CHARGE  |  CINEMA ANTIGO  |  CLÁSSICA  |  CONTANDO HISTÓRIAS  |  CRÉDITOS  |  CULTURA  |  DEAD ROCK  |  DISCOS / SHOWS  |  EDITORIAL  |  EXPOSIÇÕES  |  F&M FEMININA  |  F&M WORLD  |  FILMES EM CARTAZ  |  FOTOTECA  |  GALERIA VISCONDE  |  GIGANTES DO JAZZ  |  IMPRENSA  |  LITERATURA  |  MAURÍCIO CARDIM  |  MPB  |  MUSEUS  |  PARCERIAS  |  PERSONALIDADES  |  PINTORES  |  PORTFÓLIO  |  PROJETOS  |  QUEM SOMOS  |  RÁDIO  |  REDAÇÃO  |  SAÚDE  |  SPcentro  |  TEATRO  |  TELEVISÃO  |  TENDÊNCIAS  |  TVZONA
PERSONALIDADES

SÓ A F&M CONSEGUE EXCLUSIVA COM WILL SMITH

SÓ A F&M CONSEGUE EXCLUSIVA COM WILL SMITH

Ele se define como um entertainer ' Minha missão nessa vida é apenas fazer as pessoas rirem", diz.

Nascido Willard Christopher Smith Jr., em 25 de setembro 1968, na Filadelfia - Will Smith é o segundo dos quatro filhos do casal Caroline e Willard Smith, donos de uma companhia de refrigeração. Ele nasceu e cresceu na Filadelfia. Seu primeiro apelido foi Prince, dado por uma professora, devido a habilidade que ele tinha de se livrar dos problemas. Tempos depois, foi acrescentada a palavra Fresh antes do apelido. Segundo Smith, na época, esse termo equivalia ao "cool" (algo como "príncipe maneiro") usado hoje. Durante uma festa, ele conheceu o DF Jeff Townes. Will se lembra que na ocasião contou uma piada e Jeff foi o único a rir. Isso ajudou a criar uma empatia entre ambos, depois reforçada pela parceria na música. Esta parceria foi decisiva na vida de Smith. Sem ela, ele nunca teria expandido seus horizontes e tentado a sorte no cinema. Em 1989 eles ganharam um Grammy com a música "Parents Just Don't Understand". No mesmo ano ele conheceu Benny Medina, que queria fazer uma série para TV onde um jovem que fora criado na Filadelfia e mudava-se para Bel-Air ( bairro de classe alta próximo Beverly Hills). Ou seja, Will Smith precisava, praticamente, interpretar a si próprio. Nascia assim "Um Maluco no Pedaço", que ficou no ar por seis temporadas, e fêz sucesso aqui no Brasil no SBT. Até as tomadas de "Um Maluco no Pedaço" Will jamais havia tomado qualquer aula de interpretação. " Quando vejo minha performance acho-as horríveis ", diz Smith.

A PRIMEIRA CHANCHE NO CINEMA

O primeiro papel no cinema foi uma verdadeira prova de fogo. Em " Separações", de 1993, ele viveu um jovem gay que se envolve com um casal de brancos ricos, fingindo ser amigo do filho deles. Já em Bad Boys (1995) e Independence Day (1996), veio o sucesso, ele virou um astro. Dois anos mais tarde firmou -se como o " rei do verão ", em referência à época do ano em que os grandes campeões de bilheteria costumam estrear, devido ao estrondoso sucesso de MIB - Homens de Preto. A adaptação para os cinemas da vida do campeão de boxe Muhammed Ali, intitulada apenas de "Ali ", lhe rendeu uma indicação ao Oscar de Melhor Ator. A primeira recebida por um artista proveniente do rap. "Eu, Robô ", mais um sucesso de bilheteria e durante vários meses o filme mais alugado. No rap ele também foi premiado com dois grammy, sendo um solo com o tema de MIB, em 2002.

* Confira entrevista exclusiva com o ator para a AgênciaFM, em julho de 2005

F&M - Quando você notou que tinha o dom de fazer as pessoas rirem?

WILL - Aos 4 ou 5 anos de idade. Sempre preferia estar feliz do que zangado. Isso sempre fêz parte da minha vida.

F&M - O que lhe dá mais satisfação, cantar rap ou atuar?
WILL - A música é um todo. 100% das coisas que sinto. O cinema, tenho de compor um personagem para ajudar um diretor chegar no resultado pretendido.
F&M - Você já precisou de um sujeito do tipo de seu personagem em "Hitch" para conquistar garotas?
WILL - Faltou um cara como esse para dar-me conselhos na adolescência. Nunca fui muito bom com as mulheres, percebi isso quando tinha perto de 20 anos. Depois vi o quando a comédia podia ser poderosa com elas. Levou tempo para perceber isso.

F&M Mas você está casado pela segunda vez?

WILL - É esse o mistério da comédia [ risos ].

F&M - Você pensa em dirigir um filme algum dia?

WILL - Talvez eu encarne Clint Eastwood [ risos ] e torne-me um cineasta numa fase mais madura. Por enquando nem pensar.

F&M - "Ali" foi seu papel mais importante?

WILL - Sem dúvida. "Ali " foi a personagem que todos apostavam que eu não daria conta, que iria me dar mal. Eu recusei o roteiro várias vezes por achar que não estava preparado. [FORMAS&MEIOS


PERSONALIDADES - Ivo Pitanguy: o pioneiro da cirurgia plástica no Brasil


INTERNATIONAL - FELIZ ANIVERSÁRIO PARA O RAMP TOZÉ


PERSONALIDADES - Seja Notícia!


NOTÍCIAS - ANA HICKMANN TOTAL PARA F&M


INTERNATIONAL - JACKSON DIZ GANHAR DINHEIRO COM ESCÂNDALOS


A suposta vítima de abuso sexual de Michael Jackson admitiu nesta segunda-feira à corte de Santa Mônica (Califórnia, oeste) ter dito a um professor que o astro pop nunca lhe fez nada que fosse inadequado. Interrogado pela defesa do cantor, o jovem, que fez acusações contra o astro, admitiu nesta segunda-feira perante os membros do júri ter dito ao seu professor que nada de inapropriado havia acontecido entre ele e o artista. "Disse (ao meu professor) que ele (Jackson) não me fez nada de mau", disse o adolescente, agora com 15 anos, que acusa Jackson de ter abusado sexualmente dele em duas ocasiões no rancho Neverland em Santa Barbara, no início de 2003. A emissora de televisão americana ABC News informou que tanto o promotor Thomas Sneddon quanto os advogados de defesa se reuniram no fim de semana com o professor de uma escola de Los Angeles, onde o adolescente assistiu aulas. O professor teria dito que o jovem admitiu, em setembro de 2003, durante uma longa conversa que nada "inapropriado tinha acontecido entre Michael e ele". O cantor também afirmou ganhar dinheiro com os escândalos. As vendas de discos e livros aumentam , disse Jackson. A conversa entre o jovem e o professor aconteceu na primavera (boreal), portanto após os supostos abusos. Na semana passada o jovem disse à corte que Michael Jackson abusara sexualmente dele em duas oportunidades e que os fatos ocorreram depois da exibição do documentário Living with Michael Jackson, do jornalista britânico Martin Bashir.

NOTÍCIAS - RICARDO PEREIRA - LUSITANO COM CERTEZA!


PERSONALIDADES - DRAUZIO VARELLA O MÉDICO MAIS FAMOSO DO BRASIL


Acostumado aos holofotes, à fama e suas glórias, o que lhe diferencia dos demais médicos-, o cancerologista Drauzio Varella, nasceu em São Paulo, em 1943, e é formado pela USP. Foi um dos fundadores do Curso Objetivo, onde lecionou química durante muitos anos. No início dos anos 1970, trabalhou com o professor Vicente Amato Neto, na área de moléstias infecciosas do Hospital do Servidor Público de São Paulo. Durante 20 anos, dirigiu o serviço de imunologia do Hospital do Câncer (SP) e, de 1990 a 1992, o serviço de câncer no Hospital do Ipiranga. Deu aulas em várias faculdades do Brasil e em instituições do exterior, como o Memorial Hospital de Nova Iorque, Cleveland Clinic (EUA), o Instituto Karolinska de Estocolmo, a Universidade de Hiroshima e o National Cancer Institute - de Tóquio.
AIDS
Varella foi um dos pioneiros no tratamento da AIDS, especialmente do sarcoma de Kaposi, no Brasil, tendo participado de conferências internacionais e visitado serviços especializados no tratamento e prevenção dessa doença. Em 1986, sob a orientação do jornalista Fernando Vieira de Melo, iniciou campanhas que visavam ao esclarecimento da população sobre a prevenção à AIDS, pela rádio Jovem Pan AM. Na Rede Globo, participou das séries sobre o corpo humano, primeiros socorros e combate ao tabagismo exibidas no Fantástico. Desde 1996, em programas produzidos pela CBI e veiculados pelo Canal Universitário e pela TV Senado, entrevista especialistas que discutem assuntos de saúde em diferentes áreas. Em 1989, iniciou um trabalho de pesquisa sobre a prevalência do vírus HIV na população carcerária da Casa de Detenção do Carandiru e até a desativação do presídio, em setembro de 2002, trabalhou como médico voluntário dentro da cadeia.




Capa |  ARTES PLÁSTICAS  |  ARTESANIA  |  ATUALIDADES  |  CARANGO  |  CHARGE  |  CINEMA ANTIGO  |  CLÁSSICA  |  CONTANDO HISTÓRIAS  |  CRÉDITOS  |  CULTURA  |  DEAD ROCK  |  DISCOS / SHOWS  |  EDITORIAL  |  EXPOSIÇÕES  |  F&M FEMININA  |  F&M WORLD  |  FILMES EM CARTAZ  |  FOTOTECA  |  GALERIA VISCONDE  |  GIGANTES DO JAZZ  |  IMPRENSA  |  LITERATURA  |  MAURÍCIO CARDIM  |  MPB  |  MUSEUS  |  PARCERIAS  |  PERSONALIDADES  |  PINTORES  |  PORTFÓLIO  |  PROJETOS  |  QUEM SOMOS  |  RÁDIO  |  REDAÇÃO  |  SAÚDE  |  SPcentro  |  TEATRO  |  TELEVISÃO  |  TENDÊNCIAS  |  TVZONA
Busca em

  
754 Notícias