| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

REVISTA FORMAS & MEIOS
Desde: 03/02/2005      Publicadas: 754      Atualização: 31/10/2005

Capa |  ARTES PLÁSTICAS  |  ARTESANIA  |  ATUALIDADES  |  CARANGO  |  CHARGE  |  CINEMA ANTIGO  |  CLÁSSICA  |  CONTANDO HISTÓRIAS  |  CRÉDITOS  |  CULTURA  |  DEAD ROCK  |  DISCOS / SHOWS  |  EDITORIAL  |  EXPOSIÇÕES  |  F&M FEMININA  |  F&M WORLD  |  FILMES EM CARTAZ  |  FOTOTECA  |  GALERIA VISCONDE  |  GIGANTES DO JAZZ  |  IMPRENSA  |  LITERATURA  |  MAURÍCIO CARDIM  |  MPB  |  MUSEUS  |  PARCERIAS  |  PERSONALIDADES  |  PINTORES  |  PORTFÓLIO  |  PROJETOS  |  QUEM SOMOS  |  RÁDIO  |  REDAÇÃO  |  SAÚDE  |  SPcentro  |  TEATRO  |  TELEVISÃO  |  TENDÊNCIAS  |  TVZONA
CULTURA

PERSONALIDADES - Alfred Nobel - perfil


13 de outubro o empresário sueco Alfred Nobel, um milionário que inventou a dinamite, criou os prêmios em seu nome, concedidos anualmente, em seu testamento, assinado em 1895. Nobel afirmou em seu testamento que os prêmios deveriam ser dados a pessoas "que, durante o ano anterior, tenham conferido o maior benefício à humanidade".Determinou que a maior parte de seu patrimônio, de 31 milhões de coroas suecas na ocasião, o equivalente hoje a cerca de 1,5 bilhão de coroas (194 milhões de dólares), fosse transformada num fundo e investida em apólices seguras. Os primeiros prêmios foram entregues em 1901, cinco anos depois da morte de Nobel, em San Remo, Itália. O testamento estabelecia cinco categorias de prêmios: física, química, medicina ou fisiologia, literatura e paz. Uma sexta premiação, o Prêmio de Ciências Econômicas do Banco da Suécia, foi instituída em memória de Alfred Nobel em 1968. Os vencedores recebem 10 milhões de coroas suecas, individualmente ou compartilhando, limitando-se o número de premiados numa categoria a até três. Além de ser inventor e empresário, Nobel se arriscou a escrever peças e poesias, entre elas "Pensamentos Noturnos". Nobel nunca se casou e estava sempre na estrada. O escritor francês Victor Hugo o chamou de "o errante mais rico da Europa". Certa vez ele descreveu a si mesmo assim: "Patética meia vida, deveria ter sido asfixiado por um médico misericordioso quando fez, aos soluços, sua entrada na vida... Seu único pedido: não ser enterrado vivo." [ F.Martins ]

MUSEUS - OS MUSEUS DO BRSAIL - Por Gilberto Gil


APRESENTAÇÃO - PRECISANDO DE NOTÍCIAS ?


NOTÍCIAS - Escola de samba vira biblioteca


TUNEL DO TEMPO - Arte Bizantina


Chama-se de Arte Bizantina aquela produzida na parte leste do antigo Império Romano.

Constantinopla, sua capital, foi fundada em 330 d.C. e caiu sob o jugo do Império Turco em 1453, marcando a passagem da Idade Média para a Idade Moderna. Entretanto, uma arte propriamente bizantina não começou exatamente quando da divisão do Império Romano em duas partes, tampouco acabou logo após a tomada de Constantinopla. Durante os primeiros anos do Império do leste, a arte podia ser considerada ainda romana, desenvolvendo-se com outras características posteriormente. Da mesma forma, os padrões artísticos do Império Bizantino puderam ser observados até aproximadamente o século XVI. Outros povos que não pertenciam aos domínios do Império Bizantino assimilaram esses padrões, como os eslavos. Pode ser dividida em dois períodos distintos: a arte Bizantina dos primeiros tempos, que vai aproximadamente do século IV ao século VIII, e a arte bizantina mais tardia, que vai mais ou menos do século IX ao século XV. O ponto de ruptura entre esses dois modelos artísticos foi dado pela ação dos iconoclastas, que terminou em 843. No século VIII foi desencadeada uma luta contra a reprodução de imagens por Leão Isáurico (Leão II, 675 -741). Seus sucessores acabaram intensificando cada vez mais a luta contra os ícones, depredando com mosaicos, afrescos e perseguindo aqueles que cultuavam imagens. Eles acabaram por destruir grande parte da produção artística do primeiro período por motivos religiosos-filosóficos. Seu poder foi forte no Império até o século IX. A partir daí vê-se o ressurgimento da arte bizantina com novas conquistas.

TUNEL DO TEMPO - Santos - Dumont: um brasileiro


Alberto Santos-Dumont nasceu no dia 20 de julho de 1873 no sítio Cabangu, no Distrito de Palmira, em Barbacena, MG.

Filho de Henrique Dumont, engenheiro civil de obras públicas e mais tarde cafeicultor em Ribeirão Preto, SP, e de Francisca Santos Dumont, filha de tradicional família portuguesa vinda para o Brasil com D. João em 1808. O pai Henrique, de ascendência francesa, teve papel fundamental na trajetória do filho Alberto, pois percebendo nele o fascínio pelas máquinas - que existiam em grande quantidade na fazenda Andreúva - direcionou os estudos do rapaz para a mecânica, a física, a química e a eletricidade, não fazendo questão que ele se formasse em engenharia, como foi o caso dos outros filhos.

Em 1891, Alberto contando 18 anos, emancipado pelo pai, foi para Paris completar os estudos e perseguir o seu sonho de voar, surgido aos 15 anos com a visão, nos céus de São Paulo, de um balão livre (balões livres são aqueles que fazem sua ascensão sem possuir nenhum tipo de dirigibilidade, ficando ao sabor das correntes aéreas). Ao chegar em Paris, Alberto se admira com os motores de combustão interna a petróleo que começavam a aparecer impulsionando os primeiros automóveis e compra um para si, esquadrinhando todo o seu funcionamento. Logo estava promovendo e disputando as primeiras corridas de automóveis em Paris. Com a morte do pai um ano depois, o jovem Alberto sofre um duro golpe emocional, mas as palavras do velho Henrique não foram esquecidas. Alberto continua os estudos e não se deixa levar pelos encantos perigosos da Cidade-Luz. No ano de 1897 Alberto, já conhecido como Santos-Dumont pelos próximos, faz seu primeiro vôo num balão livre alugado. Um ano depois projeta e constrói, com a ajuda de operários e construtores de balões franceses, seu primeiro balão livre, o "Brasil", homenageando sua pátria. Logo em seguida, associando os leves motores de combustão interna a petróleo a seus leves balões e construindo engenhosos lemes, Santos-Dumont inventa os balões dirigíveis: Balão 1, Balão 2, Balão 3, Balão 4, Balão 5, Balão 6, que se sucedem em prêmios no Aeroclube de França e sucesso na imprensa européia, imprensa norte-americana e no Brasil. O inventor agora é o centro das atenções, despertando o interesse militar para seus balões.

NOTÍCIAS - COLONIAS JAPONESAS COMEMORAM 97 ANOS NO BRASIL


MUSEUS - PASSEIOS


Museu Paulista:

Localizado no Bairro do Ipiranga, um dos mais tradicionais da cidade de São Paulo, tem acervo de 120 mil peças, como porcelanas, móveis e pinturas, com destaque para a tela Independência ou morte, de Pedro Américo, vestimentas e outros objetos que contam a história do Brasil. Bem ao lado, pode-se visitar a casa do GRITO, cuja construção da 62 anos após a Independência. A visitação é de 3ª a domingo, das 9h às 16h45.
GRÁTIS - somente todo 3º domingo do mês.
Avenida Nazaré, S/N - Ipiranga [11] 6165-8000

Museu do Transporte Público:

Toda a história do transporte público de São Paulo, faz parte do acervo do museu, e lá estão os quatro tipos de bondes, desde os modelos que foram puxados por cavalos até o último a rodar na capital.
Horário de visitação: De 3ª a domingo - 9h às 17h
Avenida Cruzeiro do Sul, 780 - Canindé [11] 3315-8884

Museu do Óculos

Cerca de 200 modelos de todas as épocas de óculos que vão do século 17 e 18, todos originais e, muitos deles usados por celebridades. Lá estão óculos usados por Hebe Camargo, Rita Lee e Angélica. Não desanime, tem modelos bonitos que supera as celebridades.

Rua dos Ingleses, 108 - Bela Vista
[11] 3289-5953 - 2ª a 6ª das 9h às 18h
Sábados: das 9h às 13h - GRÁTIS


Museu da Casa Brasileira:

Referência no mobiliário brasileiro, o museu da Casa Brasileira tem em seu acervo móveis, alfaia e objetos de decoração que retratam a vida e os costumes das famílias brasileira dos últimos séculos. Criado em 1970 e desde 1972 ocupa o solar Crespi - Prado, em estilo neoclássico e a construção data de 1940. Os antigos proprietários Fábio da Silva Prado e Renata Crespi Prado, residiram por mais de 15 anos e a transformaram em um local de cultura, freqüentada pela alta sociedade paulistana. Também hospedaram-se no solar o Príncipe Ali Khan, a Rainha Elizabeth II e o Príncipe Philip.

Avenida Brigadeiro Faria Lima, nº 2 705
Jardim Paulista

NOTÍCIAS - CASA MODERNISTA RESTAURADA


O jardim da Casa Modernista, no bairro de Vila Mariana, foi reaberto pelo governador Geraldo Alckmin e está disponível para visitação diariamente, das 8h00 às 18h00. Construído entre 1927 e 1928, foi o primeiro imóvel modernista de São Paulo. A casa, que atualmente pertence à Secretaria Estadual da Cultura, ficou fechada por mais de dez anos. A cerimônia contou com a presença de moradores da região e representantes de diversas sociedades de amigos de bairro, que ofereceram um bolo e brindaram, com o governador, a reabertura do espaço. O jardim, mede 13 mil metros quadrados de extensão, ou seja, quase 1,5 hectare que foi recuperado pelo Governo paulista e ganhou nas paradas das trilhas, painéis que contam a história da Semana de Arte Moderna. As árvores e plantas ornamentais estão sendo identificadas com auxílio das Secretarias Estaduais da Agricultura e do Meio Ambiente. Além disso, Segundo a secretaria da Cultura, foram instaladas quatro oficinas culturais no local. Inicialmente, são oferecidas, 70 vagas, nos cursos de marcenaria, técnicas de recuperação e preservação, serralheria artística e jardinagem e paisagismo. O investimento para a recuperação do jardim foi de R$ 200 mil.

O RESTAURO

"Foi criado aqui um roteiro do Modernismo. As pessoas vão caminhando e encontram paradas, onde há explicações sobre a Semana de Arte Moderna, com informações sobre Mário de Andrade, Tarsila do Amaral e Oswald de Andrade. É uma visita ecológica, porque é um jardim tropical, com árvores muito bonitas, e também cultural. É uma área de lazer e entretenimento", disse Alckmin. Casa começa a ser restaurada e será destinada à arquitetura e ao design. De acordo com a secretária da Cultura, a obra será iniciada pela Casa das Bonecas porque a recuperação é muito mais rápida e demandará menos recursos. A expectativa, segundo a secretária, é que a restauração de toda a Casa Modernista esteja pronta até o fim do ano de 2005. A parte estrutural e a cobertura do prédio principal já foram restauradas. O restauro da casa será feito sobre controle do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) e do Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Arqueológico, Artístico e Turístico), porque ela é tombada. Durante o evento, Alckmin destacou que o Governo paulista também está investindo na recuperação de outros parques da cidade, como o Ecológico do Tietê, na Zona Leste; o Parque Villa Lobos, na Zona Oeste; e o Parque da Juventude, no Carandiru, Zona Norte da Capital.

FORMAS & MEIOS -
formasemeios@ig.com.br

Mais notícias
23/04/2005 - TUNEL DO TEMPO - O CAIXEIRO VIAJANTE
Nos tempos pioneiros do comércio do Brasil, surgiu uma figura importante, quase que um herói, o Caixeiro - Viajante. Figura importante, afamada nos sertões brasileiros levando notícias e fazendo negócios. Muitas das notícias que ocorriam nas regiões sul, sudeste e centro oeste, cartas e etc... chegavam aos pontos mais distantes do País através dest...
06/04/2005 - NOTÍCIAS - WORKSHOPS FOTOFORMA, com Gal Oppido
Programação de Abril A Luz como Cúmplice Gal Oppido é fotógrafo e professor de fotografia e neste workshop ele pretende ensinar a construir imagens fotográficas a partir da utilização de fontes de luz não convencionais, em exercícios onde serão utilizadas velas e lanternas, fazendo com que uma luz considerada inadequada para fotografia se transf...
07/03/2005 - MUSEUS - CURSOS: A ARTE DE TRABALHAR COM ARTE
Capacitar artistas plásticos, galeristas, demais profissionais ligados às artes Plásticas e o publico em geral a compreenderem a estrutura do mundo artístico no que tange a elaboração de exposições, comercialização de obras e interação entre os diversos profissionais e modalidades de estabelecimentos voltados ao trato das artes com ênfase nos Muse...
28/02/2005 - MUSEUS - MOSÁICO
A HOSPEDARIAO crescente número de imigrantes obrigou o Governo criar, no ano de 1882, uma hospedaria para abrigá-los no bairro do Bom Retiro [ bairro doce] que, devido seu tamanho e condições precárias e com graves epidêmias tornara-se inadeqüado seu funcionamento. Inaugurada no ano de 1887 - a Hospedaria de Imigrantes, no bairro do Brás, a...
22/02/2005 - TUNEL DO TEMPO - GRANDES TEATROS
GRANDES TEATROS No final do século XIX, com uma economia próspera com a cultura do algodão no Ceará, refletia na sociedade intelectual de Fortaleza. A sociedade cearense propôs ao então governador Nogueira Acioly a construção de uma casa de espetáculos, o teatro José de Alencar. A pedra fundamental do teatro foi lançada em 1896, na Praça Marquês de...
03/02/2005 - NOTÍCIAS - ANO DO BRASIL NA FRANÇA
BRÉSIL / BRÉSILSA cada ano, como forma de homenagem, a França convida um país diferente para apresentar em todo o território francês, as diferentes facetas de sua Cultura. São as Saisons Culturelles -Temporadas Culturais - para as quais o Brasil é o país convidado no ano 2005. Várias manifestações do Governo da França organizadas pela Associação Fr...



Capa |  ARTES PLÁSTICAS  |  ARTESANIA  |  ATUALIDADES  |  CARANGO  |  CHARGE  |  CINEMA ANTIGO  |  CLÁSSICA  |  CONTANDO HISTÓRIAS  |  CRÉDITOS  |  CULTURA  |  DEAD ROCK  |  DISCOS / SHOWS  |  EDITORIAL  |  EXPOSIÇÕES  |  F&M FEMININA  |  F&M WORLD  |  FILMES EM CARTAZ  |  FOTOTECA  |  GALERIA VISCONDE  |  GIGANTES DO JAZZ  |  IMPRENSA  |  LITERATURA  |  MAURÍCIO CARDIM  |  MPB  |  MUSEUS  |  PARCERIAS  |  PERSONALIDADES  |  PINTORES  |  PORTFÓLIO  |  PROJETOS  |  QUEM SOMOS  |  RÁDIO  |  REDAÇÃO  |  SAÚDE  |  SPcentro  |  TEATRO  |  TELEVISÃO  |  TENDÊNCIAS  |  TVZONA
Busca em

  
754 Notícias