| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

REVISTA FORMAS & MEIOS
Desde: 03/02/2005      Publicadas: 754      Atualização: 31/10/2005

Capa |  ARTES PLÁSTICAS  |  ARTESANIA  |  ATUALIDADES  |  CARANGO  |  CHARGE  |  CINEMA ANTIGO  |  CLÁSSICA  |  CONTANDO HISTÓRIAS  |  CRÉDITOS  |  CULTURA  |  DEAD ROCK  |  DISCOS / SHOWS  |  EDITORIAL  |  EXPOSIÇÕES  |  F&M FEMININA  |  F&M WORLD  |  FILMES EM CARTAZ  |  FOTOTECA  |  GALERIA VISCONDE  |  GIGANTES DO JAZZ  |  IMPRENSA  |  LITERATURA  |  MAURÍCIO CARDIM  |  MPB  |  MUSEUS  |  PARCERIAS  |  PERSONALIDADES  |  PINTORES  |  PORTFÓLIO  |  PROJETOS  |  QUEM SOMOS  |  RÁDIO  |  REDAÇÃO  |  SAÚDE  |  SPcentro  |  TEATRO  |  TELEVISÃO  |  TENDÊNCIAS  |  TVZONA


 ARTES PLÁSTICAS

  11/10/2005
  0 comentário(s)


AUGUST MACKE - perfil

August Macke, nasceu em 03 de janeiro de 1887 em Meschede na Westfália. Seu pai August F. Hermann Macke era engenheiro civil e empreiteiro, sua mãe Maria Florentine, conhecida na época de solteira como Adolph, era empreendedora de um agricultor. Seu pai possuía um forte gosto pelas artes, possuindo um talento invulgar. Após o nascimento de Macke eles se mudaram para uma casa, na colônia de Brüsseler Strasse. Em 1897, Macke ingressou na escola secundária de Kreuz, onde conheceu Hans Thuar. O pai de Thuar possuía uma coleção de Xilografias japonesas, que casaram uma forte impressão em Macke. Macke mudou-se para Bona no final de 1900, onde ingressou na escola secundária de Bona. Macke conheceu Elisabeth Gerhardt, que se tornaria mais tarde sua futura esposa, a caminho da escola em 1903. Ainda na escola Macke viu algumas pinturas de Arnold Böcklin no Kunstmuseum de Basileia, onde simbolismo do artista deixara uma marca profunda no jovem sensível. Esta foi uma grande influência no desenvolvimento artístico de Macke, que estava cada vez mais determinado a ser artista. Essa idéia era contraria por seu pai, que na altura da quase pobreza preocupava-se com o futuro do filho e achava que ele deveria levar uma vida normal.

AUGUST MACKE - perfilAPOIO PARA OS PLANOS Contudo, os planos de Macke encontraram o apoio de um artesão, Alfred H. Schütte, um industrial pai de um colega, que, além de financiar seus estudo, permitiu a ele submeter seu trabalho à opinião de Paul Clemem, professor de História de Arte em Bona, e de Claus Meyer, pintor e professor na Academia de Düsseldorf. Na realidade Macke nunca teve preocupações financeiras, fato que teve suas repercussões no seu desenvolvimento artístico e nas suas obras.Macke deixou a escola secundária cedo, em outubro de 1904, iniciou os seus estudo na Academia de Düsseldorf, começando por frequentar uma aula elementar regida pelo pintor de história Adolf Maennchen. Na Academia desenhava-se com a ajuda de moldes, que deixou, tempos depois, de satisfazer Macke. Com isso seu entusiasmo inicial deu lugar a uma atitude mais céptica em relação a Academia. No outono de 1905 ele se inscreve na Faculdade de Arte Aplicada. Dois anos antes o arquiteto Peter Behrens havia sido nomeado reitor da Faculdade e havia reformado o ensino de acordo com as idéias progressistas do movimento das artes e o ofícios britânicos. Em janeiro de 1904, ele já tinha enchido o seu primeiro caderno de esboços (revelando a influência de Böcklin), mesmo antes de ingressar na Academia de Düsseldorf. Ele era apaixonado pela captação de imagens do cotidiano. Durante sua curta vida ele encheu um total de 78 cadernos, num total de mais de 3 mil páginas, muitas utilizadas ambos os lados. Os trabalhos simbolistas de Max Klinger e naturalistas de Hans Thoma e Wilhelm Leibl tiveram forte influência sobre Macke no início de sua carreira. Em 1907 ele visita o Kunsthalle e a Sala das Gravuras onde acontece seu primeiro encontro com o Impressionismo Francês. Em junho, faz sua primeira visita a Paris. Em Outono entra para o atelie de Lovis Corinth, em Berlim. Em 05 de outubro de 1909, após se apresentar ao Serviço Militar, casa-se com Elisabeth Gerhard e tem a sua lua-de-mel em Paris. No final de Outubro, o casal muda-se para Tegernsee. Em 13 de abril de 1910 nasce seu filho Walter, e em novembro retornam a Bona. Em fevereiro de 1911, muda-se para um novo estúdio nº 88 (hoje 96), da Bornheimer Strasse. No final do verão conhece Paul Klee, depoi de visitar a Suíça. Exibe 3 quadros na primeira exposição do Blaue Reiter na Galeria Thannhauser, em Munique. Na Primavera de 1912 viaja para Holanda. Exibe mais 16 desenhos na segunda exposição do Blaue Reiter. No final de setembro, viaja para Paris com Franz Marc e visita Robert Delaunay. Em outubro vê pinturas futuristas no Kunstsalon Feldmann, em Colónia. Em 26 de setembro, August Macke é morto em combate.



  Mais notícias da seção ART-MUNDI no caderno ARTES PLÁSTICAS
11/10/2005 - ART-MUNDI - REMBRANDT- PERFIL
Rembrandt Van Rijn é uma das mais eminentes figuras na história da arte européia; muitos o classificariam como o maior de todos os pintores. Trabalhou dentro da tradição superficialmente limitada da arte protestante holandesa e nunca deixou sua terra natal. Ainda assim, foi não apenas um pintor tecnicamente brilhante como também mostrou um novo tip...



Capa |  ARTES PLÁSTICAS  |  ARTESANIA  |  ATUALIDADES  |  CARANGO  |  CHARGE  |  CINEMA ANTIGO  |  CLÁSSICA  |  CONTANDO HISTÓRIAS  |  CRÉDITOS  |  CULTURA  |  DEAD ROCK  |  DISCOS / SHOWS  |  EDITORIAL  |  EXPOSIÇÕES  |  F&M FEMININA  |  F&M WORLD  |  FILMES EM CARTAZ  |  FOTOTECA  |  GALERIA VISCONDE  |  GIGANTES DO JAZZ  |  IMPRENSA  |  LITERATURA  |  MAURÍCIO CARDIM  |  MPB  |  MUSEUS  |  PARCERIAS  |  PERSONALIDADES  |  PINTORES  |  PORTFÓLIO  |  PROJETOS  |  QUEM SOMOS  |  RÁDIO  |  REDAÇÃO  |  SAÚDE  |  SPcentro  |  TEATRO  |  TELEVISÃO  |  TENDÊNCIAS  |  TVZONA
Busca em

  
754 Notícias